BUSCAR
 
 
 
 
Você está em: Principal » Notícias » Destaques » EMATER mostra como se faz uma piscicultura moderna

EMATER mostra como se faz uma piscicultura moderna

participantes do curso

A criação de peixes tende a se constituir em mais uma fonte de renda na terra onde reina a pecuária e a agricultura. Em Goiás, o destino concedido aos bois, grãos e à cana destinada ao etanol é o mesmo que as autoridades querem dar à piscicultura, seguindo padrões modernos.

Sucessivos cursos de capacitação com esse objetivo têm sido ministrados pela Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater). A instituição, para dar andamento ao complexo projeto, conta com o apoio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação, da PUC-Go, da FIA/SP e da CEPTA/Ibama/SP.

O mais recente curso de capacitação e tecnologia de produção de peixes ocorreu entre os dias 12 e 16 de dezembro na Estação Experimental da Emater em Anápolis. O evento foi realizado pela Fundação de Desenvolvimento Assistência Técnica e Extensão Rural de Goiás (Fundater). E contou com o custeio do Ministério da Pesca e Aquicultura, dentro do programa de Assistência Técnica, Extensão Pesqueira e Aquícola (Atepa).

Segundo o supervisor de Pecuária da Emater, Jesus Xavier Ferro, trata-se da realização do Módulo I do Curso que contou com a participação de 18 técnicos da instituição da região Serra da Mesa, no Norte do Estado. Foram incluídos, ainda, três técnicos da Extensão de Goiânia, dois de Anápolis e um produtor de Santa Rita do Novo Destino, num total de 24 participantes. A área é considerada bastante promissora por causa dos recursos hídricos e onde se localiza um dos maiores lagos do Centro-Oeste e propício ao fomento da piscicultura.

Participaram como instrutores: Guthemberg Kirk da Fonseca Ribeiro, mestre em Aquicultura da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, e William Damásio Cruz, pós graduado em Educação Ambiental e Sanitária pela FIA/SP, mestrando profissional em aquicultura pela PUC-GO e especializado em Piscicultura pela CEPTA/Ibama/SP.

Os participantes, nesse primeiro módulo, receberam novos conhecimentos em gerenciamento dos recursos hídricos, licenciamento ambiental para piscicultores, qualidade da água para a produção de peixes, doenças na produção de peixes comerciais, escolha do local de implantação da piscicultura, sistema de produção de peixes, instalações em piscicultura, reprodução de peixes e larvicultura.

O segundo módulo do curso já tem data prevista: 15 a 20 de janeiro na cidade de Uruaçu.

Assessoria de Imprensa da Emater.

 

  • 1 »
    23/Oct/2014
    Alimentação saudável foi tema em escolas públicas de Hidrolândia
    »  Alunos interagem na preparação de alimentos saudáveis
  • 2 »
    21/Oct/2014
    Comunidade Corumbazul de Buriti Alegre, identifica e prioriza projetos
    »  Membros da Comunidade Corumbazul com os técnicos da Emater
  • 3 »
    16/Oct/2014
    Crédito sem burocracia
    »  Robson Luís, técnico da Emater e Emivaldo Meireles, presidente da ASPAQ n [...]
  • 4 »
    16/Oct/2014
    Curso de fruteiras do cerrado
    »  Cagaita (Eugenia dysenterica)
  • 5 »
    13/Oct/2014
    Planejamento Estratégico da Extensão Rural Brasileira
    »  Momento do Planejamento Estratégico em Brasília