Renda anual de família atendida pela Rede de Inovação Rural aumenta 70% após atuação do programa, aponta levantamento

Regionais apresentaram resultados obtidos em propriedades assistidas pela Rede de Inovação Rural

Crescimento na produção, aumento na renda e evolução econômica. São esses alguns dos resultados registrados nas propriedades assistidas pela Rede de Inovação Rural, programa da Emater (Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária)  que oferece assistência técnica contínua para 500 pequenos produtores rurais, em 45 municípios goianos. O rendimento do trabalho executado começou a ser apresentado na última quinta-feira (31), no município de São Luís de Montes Belos, em uma série de seminários organizada pelo coordenador da rede, Júlio Cesar de Moraes.

De acordo com ele, todos os envolvidos irão participar dos encontros. “As equipes irão realizar uma apresentação dos trabalhos ao longo de três anos. Alguns lugares, inclusive, com mais de três anos de ações. No final, cada local irá apresentar as dificuldades que tiveram e as propostas para o futuro”, explicou.

Júlio Cesar de Moraes, coordenador da Rede de Inovação Rural

Com dados, gráficos e imagens, as regiões da Agência Estadual Rio dos Bois, Caiapó, Rio Vermelho e Vale do São Patrício mostraram como a metodologia foi aplicada e o impacto do programa nas propriedades assistidas. Para um casal de produtores em Itapuranga, por exemplo, a renda obtida com a produção leiteira aumentou cerca de 70% no período de dois anos. Em 2017, o montante era de R$ 85 mil, passando para R$ 145 mil em 2019.

Outro caso de sucesso foi registrado no município de Goianésia, onde a renda mensal bruta mais que dobrou ao longo das ações da Rede de Inovação Rural implementadas no local. O projeto começou a atuar junto à família em 2016, quando a renda mensal era de R$ 6 mil. Já em 2019, o valor chegou a quase R$ 16 mil.

“Estamos cada vez mais convencidos de que a Rede é uma metodologia eficiente para o alcance institucional da Emater e que deverá ser cada vez mais aprimorada pela gestão da entidade”, examinou o presidente do órgão, Pedro Leonardo Rezende, que assistiu as apresentações dos resultados.

Presidente da Emater, Pedro Leonardo Rezende entrega homenagem ao técnico José Francisco Pinto Filho pelos trabalhos prestados

As propriedades contempladas pelo programa foram diagnosticadas individualmente a fim de elaborar-se um plano de trabalho específico e variado conforme as necessidades de cada família. As ações envolveram, entre outros elementos, o acompanhamento técnico, realização de capacitações voltadas para os produtores e promoção de ações afirmativas.

Alguns dos representantes regionais também destacaram as conquistas efetuadas pelos beneficiários ao longo das atividades. Reformas nas residências, aquisição de novos bens, investimentos na propriedade e até o sonho da formação superior para os filhos foram algumas das histórias compartilhadas.

As regiões Planalto e Vale do Paranã serão as próximas a apresentarem suas atividades, nestas quinta (07) e sexta-feira (08), na cidade de Formosa. Em seguida, é a vez da Estrada de Ferro, Rio das Antas e Serra da Mesa mostrarem seus resultados, nos dias 12 e 13 de novembro, em Anápolis. Por fim, as regiões Sudoeste, Rio Paranaíba e Sul se reúnem em Quirinópolis, nos dias 21 e 22 de novembro.

Confira na galeria abaixo como foi o primeiro seminário da Rede de Inovação Rural:


Comunicação Setorial – Emater
Imagens: Nivaldo Ferr
Informações à imprensa: (62) 3201-8814/ 3201-8767
comunicacao.ematergo@gmail.com